quarta-feira, 17 de janeiro de 2007 | By: Jujuba

Cúmplice de um crime perfeito

Tá. Eu sei. Faz tempo que eu não posto nada nesse blog.
Eu tinha preparado um texto super engraçado sobre promiscuidades, mas esse vai ficar pra depois porque hoje precisava me dedicar a esse assunto.

CUMPLICIDADE.

Um dia eu disse a seguinte frase para minha mãe: “Se a Amanda matasse alguém, eu ajudaria a esconder o corpo”.
Dona Julia ficou um tanto chocada.
Achou exagerado, achou coisa de psicopata, achou que eu usava entorpecentes fortes. Achou que tinha criado um monstro dentro de casa.

Mas hoje eu digo: existem coisas que ultrapassam o limite do bom senso. Ultrapassam o limite da razão, da justiça, da integridade.

Ser cúmplice é aceitar os defeitos e cagadas do outro e apóia-los mesmo assim. É guardar segredos como se fossem seus, é chorar como se a dor fosse sua, é comemorar como se a alegria fosse sua também.

Ser cúmplice é deixar a individualidade de lado e aceitar que se a outra pessoa não estiver feliz, você também nunca estará feliz por completo.

Ser cúmplice não é desejar toda a felicidade do mundo. É pegar pela mão e ir buscar a felicidade junto com você, mesmo que se chegue ao fundo do poço.

Hoje eu tirei o dia pra agradecer às minhas cúmplices. Em especial à Dona Amanda.

Obrigada por carregar as minhas compras no supermercado hoje. Por enxugar as minhas lágrimas todas as vezes que eu chorei. Por me abraçar bem forte.
Por apertar a minha mão e me fazer sorrir nos momentos mais difíceis. Por estar comigo quando minha mãe operou do coração (essa é pra sempre).
Por estar lá sempre que eu preciso. Por ter essa dedicação extrema que permite que vc saiba quando eu preciso de ajuda, mesmo negando isso (típico de leonino). Por encobertar minhas cagadas e me fazer jurar não repeti-las novamente.

Você é um dos itens que integram minha seleta lista de coisas boas que aconteceram em 2006. E em 2007. E em 2008. E até o fim dos tempos.

Sua amizade é melhor do que picolé de côco, melhor do que ganhar na Mega-Sena, é melhor do que o Mark Ruffalo de cuecas, melhor que o Citroen C3 da Rubia, melhor que tequila com canela e laranja.

Morram de inveja. A gringa eh minha e ninguém tasca.

10 observações:

Jujuba disse...

Quase ia me esquecendo!!

TUDO ISSO É RECÍPROCO, óbvio.

Beijo da gorda.

Mandi Moraes disse...

Poxa, Gorda. Você é foda.
Me fez rir e chorar ao mesmo tempo.
Depois eu te pago aqueles cinquentinha que eu prometi se você falasse bem de mim por aí...kkk. Mas, amizade é isso mesmo. É, independente de tempo e espaço, estar presente na vida do outro. E, pode ter certeza, que você nunca vai precisar pedir ajuda pra mim. Nunca, mesmo. Até porque você nunca pede, eu é que tenho que chegar dando voadora...rs.
No mais, só faltou dizer que, geralmente, a assassina é você, e quem leva a pá para esconder o corpo sou eu...rs
Te amo.
Beijos

Jujuba disse...

Ah sim.
Não tenho dúvidas de que a assassina sou eu. É que já tá tão óbvio isso que eu achei que não precisava dizer, hahaha.

Anônimo disse...

Mandou bem, Jujuba... Essa mulher é isso tudo e muito mais... Pena que ela não perceba isso e precise ouvir dos outros... Estou feliz que ela tenha nascido em um corpo de mulher, independente de como ela se veja. Ainda que não seja para o meu bico, pelo menos posso admirá-la. E garanto que não devo ser o único.

Anônimo disse...

Hehe...
Agora uma frase bunitinha pra completa o momento amizade^^

"amigo não é aquele que oferece ajuda, e sim aquele que ajuda sem oferecer"

Boa amizade pra vcs^^!!!

Marcinha disse...

Agora eu tenho que dizer.... Amandinha... desce dai... desce...
hhahahahahahah

tô emocionada... muito lindo... muito... amo muito vcs duas....

beijinhos....

ps. melhor que o Mark Rufallo de cuecas????? vc tá bem na foto em Amandinha???? hahahhahahaha

Alf, o ETeimoso disse...

Taí... Alguém falou exatamente o que eu queria falar. Amanda, vc é demais!!!

Luiz disse...

bom, eu não poderia ficar de fora, né? afinal, foi ela quem me convidou pra escrever aqui... rs
mas, vc é uma pessoa bacana demais mesmo, viu amanda!!!
beijão

samanta disse...

eu conheço a amanda há algum tempo e soh posso dizer que ela realmente eh especial. talvez fosse o momento dela começar a se ver como a gente ve ela.
beijus

Anônimo disse...

delicada...

mas precisa-se olhar de perto.