sexta-feira, 29 de junho de 2007 | By: Mandi

Mulherices masculinas ou A Complexa Arte de Ser Homem

A cada dia eu aprendo uma coisa nova. Dizem que viver é isso. Mas poucas coisas me surpreendem, na verdade. A última delas, vou dividir por aqui, é resultado de uma conversa com Ulysses, um dos meus mais queridos amigos do sexo masculino. Dizem, aliás, que não existe essa coisa de amizade entre homem e mulher, que sempre um está querendo "pegar" (lembrem-se de que eu odeio esse termo) o outro.
Eu discordo. Eu não tenho intenção de pegar nenhum dos meus amigos homens porque os conheço bem demais para tal, inclusive seu "modus operandi" com a mulherada. Eles, pela mesma razão em relação a mim.
Outro dia, depois de muita enrolação da minha parte e insistência da parte do Ulysses, saímos para jantar e colocar a conversa em dia. Ele me contou do seu rolo, eu contei da minha solteirice. Concluímos que tudo seria mais fácil se a gente fosse apaixonado um pelo outro, como tanta gente já achou que éramos, nos acertássemos, como o pai dele e a minha mãe sonham há anos. Comentário dele: "aí haveria paz mundial, a fome acabaria e a Camila (ex-dele) tentaria nos matar". Ao que eu respondi: "Imagina, eu convidaria ela para madrinha de casamento". Eu sei, fui cruel. É tão engraçado uma das minhas pessoas favoritas no mundo se chamar Camila e a única que eu não gosto, que eu acho vil e baixa, também...
E papo vai, papo vem, surge o assunto de que nem sempre o que os homens dizem corresponde ao que eles realmente querem dizer. E eu que pensava que isso era uma particularidade feminina. Não é.
Todo homem acha que, quando uma mulher diz não, ela quer dizer sim. Eu não saberia dizer se isso é verdade ou não. Quando eu digo não, é não. Quando eu digo talvez, aí é outra história. Porque no talvez cabe o sim e o não, até eu me decidir.
E onde entram os homens nisso tudo? É assim. Muitas vezes os caras fazem média e não dão o braço a torcer sobre algo que sentem, ora por um medo inadimissível, ora por pura confusão. Já dizia aquela música: "Garotos não resistem/Aos seus mistérios/Garotos nunca dizem não/Garotos como eu/Sempre tão espertos/Perto de uma mulher/São só garotos".
Quando o Ulysses morava com a namorada e eu brincava, perguntando para quando seria o casamento, ele dizia que nem pensava nisso. Terminaram há pouco mais de um ano. No jantar, ele me disse que sonhava casar e ter filhos com ela.
Às vezes é só um teste. Dizer que não quer compromisso sério para ver se a mulher vai te levar a sério... Será? Vou refletir mais sobre isso. Bom dia a todas e todos!!!

4 observações:

Anônimo disse...

Os homens só se dão conta do que sentem quando vêem que estão perdendo aquelas que eles realmente gostam...

jujuba disse...

Não posso comentar.
Faço parte do seleto grupo que 'pega' os amigos, hahaha.

Brincadeira. Pensando sob essa ótica, talvez eu seja um homem.
Eu sempre falo o contrário do que eu to sentindo e minhas ações são sempre contrárias ao que eu realmente penso.
Por que eu faço isso, meu Deus?

Mandi disse...

Gente, tá tudo muito complexo por aqui... A gente é humano, só isso. E isso já é graaaaaaaaaaaande coisa.

Mychelly disse...

Acho que as mulheres dizem o contrário do que estão pensando (pelo menos no meu caso) para se proteger, não dá pra dizer pro cara que vc sonha em namorar se ele diz o tempo todo que adora ser solteiro, ou dizer que sonha com filhos se ele nunca pronunciou a palavra casamento.
Eu costumo me proteger dizendo o contrário para não parecer que estou mais afim do que ele, prefiro esperar uma atitude positiva dele.
Não sei bem se esse é o motivo, o fato é que essa minha tática não vem dando certo rsrsrsrsrsr