terça-feira, 3 de abril de 2007 | By: Mandi

Boxe feminino

Minha amiga vai casar. Minha amiga, que tem o dom natural de causar, vai casar. Esse texto, na verdade, é uma homenagem à ela. Porque, nos últimos dias, sua vida parece o filme do Rocky, o lutador. Cheia de emoção, de lágrimas, de boas lutas e risadas... E eu me sinto honrada por estar acompanhando tudo, tão de perto, apesar da distância. E ela tem toda a minha admiração.
Às vezes fico imaginando aquela cena famosa, do Rocky Balboa subindo correndo os degraus daquele prédio na Filadélfia - não, eu não vou lembrar onde era nesse momento - pulando, comemorando ter alcançado a plena forma física. Cena típica de vitória.
Na minha mente, a cena se repete diferente. Minha amiga está vestida de noiva, de salto alto, obviamente, toda produzida, subindo os degraus do altar. E, lá na frente, depois de declarada casada, ela dá pulinhos. Daqueles, bem característicos dela, sabe, diferente do desajeitado Stallone. Aqueles pulinhos de alegria que ela dá, batendo palmas...
E, por que eu resolvi escrever sobre isso, logo agora?
É porque ontem à noite ela me contou que ela, a pessoa mais mulherzinha que eu conheço, aquela que se tivesse nascido homem seria uma biba afetadíssima, pratica boxe. Pode? Imagina, ela, com toda sua delicadeza, socando o saco de areia?
Minha amiga me fez sorrir com a imagem. Que ganhou cor e mais graça ainda quando ela me revelou que ela tem até um par de luvas. Pink, é claro.

1 observações:

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
ninguém merece
bem que o casamento parece mesmo com uma luta de boxe e o noivo é que vai a nocaute