quinta-feira, 8 de março de 2007 | By: Mandi

Dia Internacional da Mulher

Sim, sim. Eu não me esqueci que hoje é Dia Internacional da Mulher. Parece que todo mundo fazia questão de me lembrar. Mas, cá entre nós, é um dia como outro qualquer. É como nosso aniversário. O dia do meu aniversário costumava ser ótimo, quando eu era criança. Assim como o Natal. Criava-se uma expectativa. Hoje, depois de adulta, não vejo muita graça em determinadas datas, a não ser pelo fato de rever pessoas queridas que não tenho a oportunidade de encontrar em outras ocasiões.
No Dia da Mulher, nada disso acontece.
Não há presentes, não há o encontro com pessoas queridas, não há a expectativa... Minha proposta seria transformar este dia em um feriado... para nós, mulheres, é claro. Não teríamos de trabalhar, cuidar dos filhos, da casa... Paulete, uma colega do jornal, disse que passaria o dia em um shopping, fazendo compras.
Eu, provavelmente, viajaria. Ando sonhando com um fim de semana longe daqui... Nem um fim de semana, para falar a verdade, um dia inteiro, que fosse. Iria saltar de pára-quedas, algo que estou devendo a mim mesma e ainda não consegui fazer.
Por outro lado, já pensou no que aconteceria se nós, mulheres, ganhássemos uma folga no dia da mulher? Seria uma cena parecida com a que Raul Seixas descreve em uma música, "O Dia em Que a Terra Parou". As donas de casa não sairiam para comprar pão, porque saberiam que o pão não estaria lá. Isso só para citar um exemplo.
Será que somos indispensáveis? Será que o mundo pararia se todas as mulheres do planeta parassem por um dia?

PS: Malditos textos, eu começo a escrever uma coisa, os dedos tomam vida própria e sai isso aí que você leu...

1 observações:

Jujuba disse...

Tá inspirada heeeeeeeeeeeeeeein