sábado, 1 de março de 2008 | By: Mandi

DR

Tem gente que adora estas iniciais e não consegue viver sem. Eu pago para ficar longe delas. É o tal de "discutir a relação". John Lennon disse certa vez que a vida é o que acontece enquanto estamos fazendo planos. É o mesmo com relacionamentos. Às vezes as pessoas perdem tanto tempo discutindo a relação que ela começa e acaba sem que os outros se dêem conta.
E isso é o que me preocupa. Que as pessoas fiquem tão ocupadas discutindo seus relacionamentos que esqueçam de vivê-lo. Tenho amigos que estão nesta fase, discutindo infinitamente a razão do céu ser azul, do branco dos olhos e molhado da água. Quando, ao meu ver, deveriam estar simplesmente sentindo, vivendo.
Você, leitora, leitor, já parou para pensar o que está perdendo enquanto está fazendo planos - ou simplesmente discutindo a relação? Quantos beijos, quantos carinhos, suspiros, abraços? Quantas vezes vocês deixaram de rir, de pura bobeira? Quantos olhares cúmplices, quantas frações de segundo em que um casal se olha e o mundo pára?
E, no discutir a relação, quanta besteira é dita? Quanta coisa impensada, improvável, inconsequente? E quando o arrependimento bate, pelo tempo perdido, pela palavra disperdiçada?
Eu voto pelo fim da DR.
E que todos sejam felizes.

3 observações:

gi disse...

Hummm seu texto me trouxe tanta crise de consciência... será que é possível não planejar, não discutir?? Pelo que entendi, DR é briga, certo?? Porque senão for, como discutir limites? Vontades diferentes? Acho que Maiakovski resumiu bem isso... "Amar não é aceitar tudo. Aliás: onde tudo é aceito, desconfio que há falta de amor." A última DR veio depois um acordo de não falar mais sobre um assunto... hehehe

Jujuba disse...

Oh God.
Acho que eu me enquadro nos fanáticos por D.R
Mas meu caso é mais grave. Eu não procuro a tal da D.R, mas eu sempre causo situações em que ela se torna inevitável... oh bloody hell.

Te amo, gringa.
Beijo da gorda

Anônimo disse...

Perdi cerca de duas importantíssimas horas do meu domingo discutindo relação.
Está certo que tudo ficou bem no final, mas acho que nesses momentos agente fala o que não quer falar. Da boca pra fora, acaba magoando quem agente mais ama.

Eu sou a favor do CR (conversar sobre a relação) e não discuti-la.


=)