sexta-feira, 24 de abril de 2009 | By: Mandi

Missô impossível

Apaixonada por culinária japonesa, eu adoro missoshiru. Tem gente que acha aquele caldinho feito com missô e tofu um prato sem graça, mas eu adoro. Neste friozinho, então, nem se fala.
Comprei os ingredientes e resolvi fazer. Segundo a receita que veio na pasta de missô, eram necessárias duas colheres de missô para cada 600 ml de água. Foi o que eu fiz. Se deu certo? Não. Ficou horrível. Salgado demais. E eu detesto coisas muito salgadas.
Acabei nem tomando o missoshiru. Mas, passada a experiência, resolvi procurar na internet outras receitas. Achei uma que me pareceu interessante:

Ingredientes
2 colheres de sopa de Miso
2 talos de cebolinha verde picada
250 gr de tofu em cubos médios
1 envelope de Hondashi

Modo de preparo:
Ferver 1,5 litro de água com Hondashi.
Quando levantar fervura, colocar o Tofu em pedaços e deixa ferver mais uns 3 minutos. Misturar o Miso e está pronto.
Na hora de servir, colocar um punhado de cebolinha por cima.

Também achei esta:

Ingredientes:
4 xícaras de água
2 colheres de sopa de hondashi (tempero a base de peixe)
150g de tofu em cubos de 2cm
3-4 colheres de sopa de missô (pasta de soja)
20g de wakame (alga marinha) cortado em pedaços de 5cm


Modo de Preparo:

Num recipiente, deixe o wakame de molho até que hidrate durante 5 min. Reserve.
Numa panela leve a água para ferver.
Acrescente o hondashi na água e continua fervendo por mais alguns minutos.
Junte o tofu e o wakame. Ponha o missô numa concha, mergulhe na sopa e deixe juntar o caldo aos poucos mexendo sempre até dissolver o missô.
A seguir, junte aos poucos o missô dissolvido na sopa.
Quando estiver quase fervendo, apague imediatamente o fogo (OBS. jamais deixe que ferva!). Sirva bem quente nas cumbucas.


Qual delas vou fazer? Acho que vou misturá-las, na verdade. A primeira deve ficar menos salgada porque leva mais água. Uma diz que é para ferver, a outra diz que não.
Mas a segunda tem algo que muito me agrada... wakame, aquela algazinha... adoro.
Depois que tentar, dividirei a experiência por aqui.

Ah, e só para constar: segundo o site da BBC, tomar pelo menos três tigelas de missoshiru por dia ajuda a evitar o câncer de mama. Tudo por conta da soja... Bom, né?

4 observações:

issamu disse...

Nossa Mandi, me fez relembrar o tempo que morei no Japão, lá é praticamente de lei ter missoshiru nas refeições. Adorava comer com umas conchinhas de ostra (na verdade tem um nome específico mas eu não me lembro). E no frio realmente é muito bom.

Dou uma dica, nunca siga o rótulo da embalagem (pra qualquer produto), pois obviamente eles sempre vão querer que você consuma além do realmente necessário.

Bom saber que você não desistiu do blog. Estou sem tempo para visitinhas, mas em alguns casos.

bjs

Marcus Aquenaton disse...

Amandita, estou de volta à Blogosfera! Beijos

Anônimo disse...

missô com vôngoles... em japa não sei bem como é o nome, mas é mto bom!

excelente dica, melhor seria se um ninja se projetasse aqui em casa com um misso quentinho... iáááááá!!

namastê

jujuba disse...

Amiga, se liga no conselho da sua amiga japa:
Você tem que diluir o missô em água quente em uma peneira, para tirar as pelotas.
Esfregue a pesta na peneirininha e fica melhor!